“Somos todos irmãos!” – A grande tônica do Retiro Custodial 2021

Durante os dias 26 a 29 de julho, no Convento Santa Maria dos Anjos de Franca/SP, os frades da Custódia Franciscana do Sagrado Coração de Jesus estiveram reunidos para o retiro anual, cuja temática foi a que escolhemos para o nosso Capítulo Custodial – “Em tempos de crises, abracemos o futuro: Somos todos irmãos, não tenhais medo”.

O retiro foi assessorado pelo Pe. Nelber Rodrigues, SCJ (Dehoniano), que nos conduziu com maestria na temática proposta, bem como buscou resgatar pontos fortes da tradição franciscana.

“Somos todos irmãos” é a chave do franciscanismo, diz Pe. Nelber ao realizar a abertura do retiro na tarde da segunda-feira (26), nos provocando: “Vocês são filhos de Francisco e que coisa bonita, vocês apostarem em ‘somos todos irmãos’”.

A proposta foi refletir sobre três palavras tiradas do tema: Crise, Fraternidade e Esperança. Em uma de suas falas, Pe. Nelber, SCJ, reforçou que “a melhor coisa que a crise traz para nós é a verdade. Somente desta forma, o nosso coração se torna livre. A crise purifica!”.

Durante o tempo de crise, é tempo de “reconsiderar, reconhecer, redescobrir, retornar e reorientar”. Este foi o itinerário proposto pelo assessor, destacando que a fraternidade é presença, partilha e vivência conjunta. Isso ajuda a qualquer um na administração da própria vida e na dinâmica da fraternidade, onde somos interdependência.

Convidou-nos a retomar a inocência do chamado, quando deixamos tudo para viver o amor na fraternidade, na oblação de si e na missão de superar o medo e abraçar a confiança.

A programação contou com momentos de convivência, reflexão, silêncio e oração, sendo um dos momentos mais fortes a adoração eucarística, quando os frades, organizados em grupos se estenderam durante a tarde da quarta-feira (28) em oração silenciosa, trazendo presente os irmãos que não participaram do retiro. Este momento culminou com uma reflexão sobre o amor, o perdão e a vivência na fraternidade, com o gesto simbólico do lava-pés. “Assim como Jesus saiu da mesa e inclinou-se para lavar os pés dos discípulos, nós agora vamos nos aproximar da mesa de Jesus e repetir o gesto Dele de lavar os pés uns dos outros!”

Pe. Nelber concluiu os momentos de reflexões destacando que todos temos “medo” e que este sentimento é natural, pois sempre iremos nos proteger; é nosso instinto. Também reforçou que “a lógica que sustenta a vida fraterna é a lógica do oferecer, do devolver tudo em nome Daquele que recebi. A lógica do Cristo é a oblação, o ágape. A satisfação está em dar-se, em doar-se”.

Gratos a Deus pela vivência do carisma franciscano, pela vivência em fraternidade e por sermos irmãos; agradecemos a presença de Pe. Nelber, SCJ em nosso meio e por ter nos provocado a retornar à essência do nosso chamado: Sermos irmãos e amá-los sem nada em troca. Doar-se por completo!

Fraternalmente,

Frei Alef Henrique Pavini, OFM / Frei José Aécio de Oliveira Filho, OFM


Uma breve biografia de Pe. Nelber, SCJ

Padre Nelber Rodrigues, SCJ. Natural de Mococa/SP, é religioso e sacerdote da Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus (Dehonianos). Atualmente, vive e trabalha em Barretos/SP, na Cidade de Maria, como mestre no Postulantado Coração de Jesus.

Frades concluem Capítulo Custodial em Brodowski/SP

Trabalhos em grupos, reflexões acerca da presença missionária e Benção do Santíssimo, marcam o quarto dia de capítulo

Relatório do Secretariado para a Missão e Evangelização e eleição do novo governo, marcam o terceiro dia de capítulo

Frei Valmir Ramos é eleito Vigário Custodial

Professora Nainora aos Frades: “Vocês são herdeiros diretos da herança deixada por São Francisco para a humanidade”

Aberto o Capítulo Provincial da Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil