JMJ 2023: Custódia se prepara com as juventudes para se encontrar com o Papa em Lisboa/Portugal

O Secretariado para a Missão e Evangelização da Custódia Franciscana do Sagrado Coração de Jesus, abraçando uma de suas frentes de evangelização, o setor de juventudes, em parceria com o SAV (Serviço de Animação Vocacional) que propaga o anúncio do Reino de Deus “Vinde e Vede” (Jo 1, 39), chegamos até você, querendo lhe propor algo audacioso e bem diferente… Queremos que você, junto de nossos frades, vivencie a experiência da JMJ 2023, que acontecerá em Lisboa/Portugal.


O que é?

A Jornada Mundial da Juventude (JMJ) é um encontro dos jovens de todo o mundo com o Papa. É, simultaneamente, uma peregrinação, uma festa da juventude, uma expressão da Igreja universal e um momento forte de evangelização do mundo juvenil. Apresenta-se como um convite a uma geração determinada em construir um mundo mais justo e solidário. Com uma identidade claramente católica, é aberta a todos, quer estejam mais próximos ou mais distantes da Igreja. 

Como surgiu?

Há quem lhe chame a mais bela invenção de João Paulo II. Em 1984, o Papa quis organizar um encontro no Domingo de Ramos, em Roma, para celebrar o jubileu dos jovens inserido no Ano Santo da Redenção 1983-1984. Esperavam-se 60 mil peregrinos. Acorreram 250 mil de muitos países. 

A experiência foi de tal modo significativa para toda a Igreja, que o Santo Padre resolveu repeti-la no ano seguinte. Nesse encontro, 300 mil jovens repartiram-se entre as igrejas da cidade para momentos de oração e catequese, reunindo-se, depois, na praça de São Pedro para participar na celebração com o Papa. Ainda nesse ano de 1985, João Paulo II escreve uma Carta Apostólica aos jovens do mundo inteiro e anuncia, a 20 de dezembro, a instituição da Jornada Mundial da Juventude.  

Dirigindo-se ao Colégio Cardinalício e à Cúria Romana, o Papa explicava assim a criação da JMJ: «Todos os jovens devem sentir-se acompanhados pela Igreja: é por isso que toda a Igreja, em união com o Sucessor de Pedro, se sente mais comprometida, a nível mundial, a favor da juventude, das suas preocupações e pedidos, da sua abertura e esperanças, para corresponder à suas aspirações, comunicando a certeza que é Cristo, a Verdade que é Cristo, o amor que é Cristo, através de uma formação apropriada». 


Venha conhecer…

Nossa Custódia deseja oferecer aos nossos jovens, a oportunidade de, além de participarem da JMJ em Lisboa/Portugal com um grupo fraterno das juventudes da Custódia, deseja ainda realizar uma experiência de imersão na espiritualidade franciscana, visitando Assis/Itália, fazendo uma experiência de peregrinação como Pré-Jornada na terra de São Francisco de Assis, bem como em Roma/Itália. Depois, seguir para Lisboa/Portugal, onde acontecerá a JMJ.

Por isso, participe de nossa “Reunião Online” no dia 05 de julho deste ano, onde você poderá saber os detalhes e os encaminhamentos para abraçar de vez este projeto. Visite a nossa página com formulário de inscrição e venha se aventurar conosco.

PAZ e BEM!

Fraternalmente,

Frei Lucas Lisi Rodrigues, OFM (Secretário para a Missão e Evangelização)

Papa pede aos jovens que sigam Maria na escuta, coragem e serviço

Andressa Collet (Vatican News)

“Ao falar sobre a família, quero começar por me dirigir primeiro aos jovens”, inicia Francisco na mensagem em vídeo do mês de maio com a intenção de oração que o Pontífice confia à Igreja Católica através da Rede Mundial de Oração do Papa. Ele pede para rezar pela fé dos jovens e cita Maria como modelo para poder se identificar na “coragem, escuta e dedicação ao serviço”:

“Ela foi corajosa e determinada em dizer ‘sim’ ao Senhor. Vocês, os jovens que querem construir algo novo, um mundo melhor, sigam o seu exemplo, arrisquem-se. Não se esqueçam que para seguir Maria precisam discernir e descobrir o que Jesus quer de vocês, e não o que vocês pensam que podem fazer.”

A importância de ouvir os avós

E, nesse discernimento, alerta o Papa, além do exemplo de Maria, “é muito útil escutar as palavras dos avós”. Francisco novamente fala da importância em encontrar na mensagem dos avós “uma sabedoria” que irá levar os jovens para questões que vão além do momento atual, dando “uma visão geral das preocupações”.

No entanto, os jovens também precisam ser mais escutados. “Precisamos criar mais espaços onde a voz dos jovens possa ser ouvida”, Francisco escreve na exortação Christus vivit. Esse pedido do Pontífice já foi acolhido em 2019 pelo Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida, ao criar um organismo internacional para representar os jovens a fim de encorajar a participação e a corresponsabilidade nas Igrejas particulares. E é precisamente em colaboração com esse dicastério que o Vídeo do Papa de maio foi produzido: o primeiro de uma série de três, com intenções de oração que serão dedicadas à família, em junho, e aos idosos, em julho.

Maria e a JMJ Lisboa

O exemplo de Maria para os jovens, indicado pelo Papa Francisco no vídeo, é sublinhado pelo Padre João Chagas, responsável pelo Setor Jovens do Dicastério para os Leigos, Família e Vida, ao lembrar que “o tema da próxima Jornada Mundial da Juventude, a JMJ Lisboa 2023, será mariano: ‘Maria levantou-se e partiu apressadamente’ (Lc 1, 39). Toda a viagem de preparação para este evento é um convite aos jovens para se erguerem e ajudarem o mundo a fazê-lo. Na sua última mensagem aos jovens, o Santo Padre fez o seguinte convite: ‘ajudemo-nos mutuamente a erguer-nos juntos, e neste momento histórico difícil seremos profetas de novos tempos, cheios de esperança. Que a Virgem Maria interceda por nós’ (Papa Francisco, Mensagem para a XXXVI JMJ)”.

O Pe. Frédéric Fornos, diretor internacional da Rede Mundial de Oração do Papa, obra pontifícia que conta com uma seção juvenil, o Movimento Eucarístico Jovem, recordou que desde o início do seu pontificado, o Papa Francisco tem sublinhado a importância de um novo entendimento entre as gerações, em particular entre avós e netos. Ele comentou: “Não é por acaso que Francisco gosta frequentemente de recordar o profeta Joel: ‘Depois disto, derramarei o meu espírito sobre cada homem, e os vossos filhos e as vossas filhas tornar-se-ão profetas; os vossos anciãos terão sonhos, os vossos jovens terão visões’ (Joel 3,1; cf. Atos 2,17). Com a intenção de oração deste mês, no contexto do processo sinodal, o Papa Francisco lança luz sobre a formação dos jovens no discernimento: como podemos ajudar os jovens, seguindo o estilo de Maria, a ouvir, a discernir, a reconhecer os apelos do Senhor e a servir no mundo de hoje? Este é certamente o papel dos idosos, que podem ajudar os jovens nesta tarefa. Rezemos juntos por esta intenção de oração”, como exorta o Papa:

“Rezemos, irmãs e irmãos, para que os jovens, chamados a uma vida plena, descubram em Maria o estilo de escuta, a profundidade do discernimento, a coragem da fé e a dedicação ao serviço.”

Fonte: Vatican News

Mensagem de Francisco em vista da JMJ: jovens, sejam originais!

Queridos jovens, bom dia! 

Estou a olhar para agosto de 2023! A um ano e alguns meses… 

Estou a olhar para Portugal, estou a olhar para Lisboa, estou a olhar para Fátima, estou a olhar para o encontro de todos vocês… 

E vocês, em Portugal e nos vários países, estão a trabalhar como voluntários e a olhar no mesmo sentido. 

E não é fácil! Não é fácil porque andamos de crise em crise. 

Saímos de uma crise pandémica, entramos numa crise económica e agora estamos na crise da guerra, que é um dos piores males que pode acontecer! 

No meio de todas estas crises, vocês têm de preparar e ajudar para que o evento de agosto de 2023 seja um evento jovem, um evento fresco, um evento com vida, um evento com força, um evento criativo. 

Não vivam dos rendimentos, do que se fez nos outros encontros. Vocês têm de criar o encontro. Se vocês não forem criativos, se vocês não forem poetas, este encontro não vai resultar, não vai ser original, vai ser uma fotocópia de outros encontros. E como dizia o jovem beato italiano: cada um de nós tem de ser original, não uma fotocópia. E o encontro tem de ser original, com o contributo de todos. Vocês têm de o criar. Animem-se e sigam em frente! 

As crises superam-se juntos, não sós. E as crises põem-nos à prova para sairmos melhores. Iguais não se sai das crises: saímos melhores ou piores. E o desafio que se coloca hoje é para sairmos melhores! E o melhor de vocês é serem criativos: vocês são criativos, poetas! Façam essa poesia da criatividade a olhar para agosto de 2023. 

Acompanho-os desde aqui! Rezo por vocês e vocês façam-no por mim. E rezo por todos os jovens que vão participar, seja pessoalmente, seja por meios telemáticos. 

Rezo para que este encontro seja um encontro fecundo. Que cada um de nós saia melhor do que chegou. Peço-lhes, por favor, que rezem por mim, porque eu também preciso que me sustentem com a oração. 

Que Jesus os abençoe e a Virgem cuide de vocês! 

Até agosto!

Papa Francisco

Fonte: Vatican News

JUFRA de Bebedouro/SP e de Ribeirão Preto/SP celebram juntos o dia dos Jufristas

Neste dia 06 de março em que a Família Franciscana celebra Santa Rosa de Viterbo, padroeira da JUFRA, a Juventude Franciscana de Ribeirão Preto/SP e de Bebedouro/SP celebraram juntos o seu dia.

Iniciaram o encontro às 9h com a Celebração da Santa Missa que foi Presidida por Frei Israel Costa Cardoso, OFM, na Matriz Paroquial de Santo Antônio Maria Claret e Frei Galvão. Nesta, contou-se também com a presença dos Assistentes Espirituais das duas fraternidades: Frei Suelton Costa de Oliveira, OFM (Bebedouro/SP) e Frei Lucas de Oliveira Santos, OFM (Ribeirão Preto/SP).

Após a celebração da eucaristia, os irmãos e irmãs se reuniram para um momento de dinâmicas e de entrosamento entre si. Em seguida, almoçaram e nesta contaram com a presença de toda a Fraternidade dos Frades de Ribeirão Preto/SP.

Uma mensagem foi refletida e lida na qual reflete a espiritualidade da Fraternidade da Juventude Franciscana e que disponibilizamos por ser tão verdadeira e motivadora para cada um e cada uma que abraça essa vida e pretende conhecê-la.

Eis o texto:


“SER JUFRISTA”

Ser Jufrista é recordar! O que dizer de um dia que remete a tantas recordações… Recordações pessoais, coletivas, de perto, de longe, tranquilas e até um tanto turbulentas… Mas sempre fraternas!

Ser Jufrista é lembrar na pele! São memórias que renascem e que nos fazem sentir o calor de um abraço de um irmão/irmã que talvez já nem faça parte da fraternidade; o frio da manhã quando é preciso acordar cedo para os eventos “Jufrais”; o cheiro do café da mãe de uma irmã da fraternidade; o som de um pássaro que cantava em um retiro; o gosto da comida nas confraternizações; as cores e a criatividade na confecção das camisas que identificam nossa JUFRA local.. todos os sentidos ficam aguçados com essas memórias que esse dia suscita.

Ser Jufrista é recomeçar! É certo que por mais que saibamos e tentemos seguir nossos ideais, sempre nos deparamos com momentos em que o cansaço, as frustrações, a correria do dia-a-dia nos desmotiva a continuar. Aí a gente lembra: Pouco ou nada fizemos, vamos recomeçar… E tudo se renova! Buscamos uma força que parece brotar lá do fundo da gente e vai crescendo, crescendo e quer sair de nós, não cabe em nós. Sentimos a necessidade de dividir com os irmãos e irmãs e contagiar todo mundo. Isso é ser Jufrista!

Ser Jufrista é encarar desafios! Quantos de nós nunca se imaginou em um serviço na fraternidade e quando se deu conta já fazia parte de uma equipe regional, nacional… Se isso ainda não aconteceu com você, meu irmão e minha irmã, prepare-se!

Ser Jufrista é conhecer o outro! É perceber a unidade nas diferenças. Lembremo-nos do irmão que faz uma ata como ninguém; daquele que sempre chega atrasado, mas que alegra a turma toda; do irmão que toca; da irmã que canta e encanta; daquele que está sempre disposto a ajudar; daquela que sempre tem uma palavra a dizer…

Nossa fraternidade é linda!

Ser Jufrista é sair em missão! Nossos trabalhos nas Jornadas de Direitos Humanos, nossas manifestações nos Gritos dos Excluídos, nossas mobilizações em tantos projetos, nossas orações em cada campanha, nossa participação nos eventos da JUFRA desde os encontros na fraternidade, passando pelos congressos regionais e nacionais até internacional. Quanto pé na estrada, hein?! Quanta luta!

Ser Jufrista é ser vigilante! Não tem nada mais cansativo que ficar horas aprovando estatuto e concluindo pautas até tarde nos encontros por aí a fora… Formadores que viram madrugadas preparando encontros e irmãos que mandam mensagens às três da manhã pra desejar um feliz dia do Jufrista! Equipes que ficam horas em reuniões para que tudo saia certo nos materiais e nos encontros da JUFRA. Mas tudo vale a pena… Pois aquilo que fazemos com amor não nos enfraquece, ao contrário, nos acrescenta.

Ser Jufrista… é algo tão peculiar, mas também tão simples. Tão pessoal e também tão grupal. E a cada momento, a cada vivência, nos definimos de maneira própria, singular. E pra você? O que é ser Jufrista? Pense nisso! Que nesse dia possamos nos reconhecer com tudo que somos, com tudo que temos como jovem franciscano. E que com nosso jeito de ser possamos transformar o mundo a nossa volta!”

Gleice Francisca


Imagem Ilustrativa (Fonte): Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil

Viva Santa Rosa de Viterbo! Viva os jufristas! Parabéns!

PAZ e BEM!

Frei Suelton Costa de Oliveira, OFM (Assistente da JUFRA – Bebedouro/SP)

SAV da Família Franciscana oferece formação da CF 2022 em Bate-Papo Vocacional

A realidade vocacional é sempre desafiante e complexa em qualquer tempo e espaço. Para tanto, o SAV (Serviço de Animação Vocacional) se desdobra para bem atender e tratar de modo personalizado cada realidade vocacional que chega. Deus continua chamando e envia seus filhos para serem cuidados e lapidados conforme sua Palavra. Nessa perspectiva, o Serviço de Animação Vocacional (SAV) da Família Franciscana ofereceu neste sábado (05) uma formação sobre a Campanha da Fraternidade deste ano para seus membros e seus jovens, moças e rapazes, assistidos.   

Fruto de dois anos atrás, as atividades relacionadas ao serviço entre a nossa Custódia (OFM) junto com as Irmãs de Congregações de carisma franciscano tem dado muito certo. Experiência bastante enriquecedora e frutífera na qual os vocacionados e vocacionadas das entidades são chamadas(os) e motivadas(os) a vivenciarem a comunhão entre si, e também uma relação interpessoal que os humanizam dentro dos objetivos da formação.

O evento aconteceu via online, através do Google Meet. Iniciou-se com orações preparada pelo coordenador do SAV, Frei Eduardo Augusto Schiehl, OFM, que em seguida convidou os participantes a se apresentarem. Para refletirem juntos sobre a temática, foi convidada para assessorar e apresentada pelo Frei, a ilustre jovem Mailla Oliveira, natural e residente de Ribeirão Preto/SP, Jufrista (pertencente a Fraternidade da Juventude Franciscana) e também trabalha como assessora de Pastoral no Colégio Salesiano.

A Campanha da Fraternidade traz como tema: “Fraternidade e Educação” e seu lema: “Fala com Sabedoria, Ensina com Amor” extraído do livro dos Provérbios 31, 26. O documento (texto-base oferecido pela CNBB para compreender o assunto), nos disse a assessora: “convida a todos a ver a realidade da educação em diversos âmbitos, iluminá-la com a Palavra de Deus, encontrando e redescobrindo meios eficazes que favoreçam processos mais adequados e criativos afim de que ninguém seja excluído de um caminho educativo integral que humanize, promova a vida e estabeleça relações de proximidade, justiça e paz”. Ela continuou dizendo que “A realidade da educação é de grande escassez, exemplos básico é a realidade entre os alunos de escolas privadas e de escolas públicas. Esse último que se encontra em sua maioria no alfabetismo funcional. São aprovados a cada ano que se passa, mas muitos não conseguem ler, formar palavras ou até mesmo conhecem cada letra, mas não leem se não foi por meio de decoração”.

Além do mais, Mailla refletia que o texto-base da CF é muito prático e objetivo, trazendo a realidade nos seus exemplos e buscando orientar a sociedade para uma grande reflexão sobre o assunto. Ela sustentou sua fala colocando a “importância da educação ser sustentada nas mais diversas esferas e entidades responsáveis: família, escola, comunidade, sociedade e etc”. Refletiu também que “é um trabalho de formiguinha na qual todos unidos chegarão ao pote de doce mais facilmente”, ou seja, que a unidade, a comunhão entre a sociedade é mais fácil chegar ao objetivo principal, que nesse caso é a educação de qualidade para todos. A assessora também fez uma menção importantíssima de um provérbio africano que ajuda a refletir esse conteúdo sobre a educação: “É preciso uma aldeia para Educar uma Criança”, isto é, toda uma comunidade bem educada, educarão seus filhos e filhas. Qualquer pessoa que já tenha tido a responsabilidade de criar e/ou educar uma criança, por certo concordará que esse é um dos trabalhos mais difíceis, cansativos e desafiantes que se pode ter. Seja essa uma responsabilidade dos pais, avós, tutores, educadores, etc, a verdade é que a educação de uma criança dificilmente poderá ser desempenhada apenas por uma pessoa.

Eis os desafios, as complexidades e trabalhos a serem feitos. Uma reflexão e estudos profundos são necessários para um desenvolvimento coerente, justo e de imediato. Isso são compromissos que mexem em todas as esferas da sociedade, para tanto, uma consciência plena e empatia com o outro são necessários.

Com alegria, findou-se o encontro de formação no qual alguns participantes deram suas colaborações, ajudando a engrandecer a abordagem da temática, bem como houve perguntas e dúvidas que foram refletidas com a parceria de todos.

Que o Senhor nos dê a paz e faça brilhar nas mentes humanas para, com sabedoria, aprendermos a ser educados na escola da vida, no respeito, na solidariedade, na mútua ajuda e empatia para com o próximo.

PAZ e BEM!

Pelo Serviço do SAV e Comunicação,
Frei Suelton Costa de Oliveira, OFM

JMJ 2023: Jornada de Lisboa será nos dias 1 a 6 de agosto

Rui Saraiva (Portugal)

A organização da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) 2023 anuncia nesta segunda-feira dia 4 de outubro que a edição de Lisboa, em Portugal, será de 1 a 6 de agosto. As datas são agora reveladas num comunicado que cita D. Manuel Clemente, cardeal-patriarca de Lisboa:

“É com muita alegria que revelamos que a Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023 se realizará de 1 a 6 de agosto de 2023. O anúncio desta data da JMJ neste dia de S. Francisco de Assis é um momento muito importante para todos. Há muito que os jovens de todo o mundo desejavam conhecer a data da JMJ Lisboa 2023 para preparar com maior detalhe a vinda a Lisboa. Esperamos que os 22 meses que nos conduzirão à JMJ sejam um tempo de evangelização para todos” – considera D. Manuel Clemente, cardeal-patriarca de Lisboa.

Neste momento, são já mais de 400 os voluntários, na sua maioria portugueses, que estão a colaborar com a organização da JMJ Lisboa 2023 no Comité Organizador Local (COL). 

Entretanto, em cada uma das 21 dioceses de Portugal existem também já Comités Organizadores Diocesanos (COD) que dinamizam no seu território o caminho de preparação para o evento.

Do caminho percorrido até agora podemos recordar um importante momento como foi a passagem da Cruz peregrina e do Ícone mariano, símbolos da JMJ, dos jovens do Panamá àqueles de Portugal. A 22 de novembro de 2020, na Solenidade de Cristo Rei, numa Eucaristia na Basílica de S. Pedro, o Papa Francisco exortou os jovens a não renunciarem aos grandes sonhos e disse-lhes para fazerem obras de misericórdia:

“Não renunciemos aos grandes sonhos. Não nos contentemos com o que é devido. O Senhor não quer que restrinjamos os horizontes, não nos quer estacionados nas margens da vida, mas correndo para metas altas, com júbilo e ousadia. Não fomos feitos para sonhar as férias ou os fins-de-semana, mas para realizar os sonhos de Deus neste mundo. Ele tornou-nos capazes de sonhar, para abraçar a beleza da vida. E as obras de misericórdia são as obras mais belas da vida. Se tens sonhos de verdadeira glória – não da glória passageira do mundo, mas da glória de Deus, esta é a estrada; porque as obras de misericórdia dão mais glória a Deus do que qualquer outra coisa” – sublinhou o Papa Francisco na receção dos símbolos da JMJ em Roma pelos jovens portugueses.

A JMJ Lisboa 2023 decorre em Portugal de 1 a 6 de agosto. Até lá os símbolos da JMJ peregrinam pelas dioceses de Portugal de novembro 2021 a julho 2023. O tema da JMJ 2023 é: “Maria levantou-se e partir apressadamente” (Lc 1, 39). 

Fonte: Vatican News

Lideranças jovens das nossas frentes de evangelização se reúnem com o SAV Custodial e Irmãs Franciscanas

O carisma franciscano é viver o Evangelho na fraternidade e no desejo de atualizar o projeto de Deus na vida e na realidade onde estamos. Por isso, cabe a cada um de nós o passo necessário para garantir uma sociedade e uma Igreja de irmãos. Assim, unidos como frades e irmãs que vivem o carisma franciscano, o Serviço de Animação Vocacional deu mais um passo na proximidade com nossas juventudes.

Depois de ouvirmos suas expectativas, frustrações e alegrias, fizemos nesse domingo, 12 de setembro, mais um encontro para partilhar a vida franciscana e programar as atividades que teremos com as juventudes onde estamos presentes como franciscanos e franciscanas.

Participaram desse momento os frades animadores vocacionais da nossa Custódia, as animadoras vocacionais das Irmãs Franciscanas da Penitência, Irmãs Pequenas Missionárias Eucarística, Irmãs Franciscanas de Cristo Rei e os coordenadores de cada grupo de jovens onde estamos presentes, os frades e as irmãs.

A intenção é assumirmos o chamado do papa Francisco para perceber que a Juventude “é o agora de Deus” e por isso podemos caminhar juntos no processo de despertar, discernir e acompanhar a vocação desses jovens. A vocação, segundo o papa na exortação apostólica pós-sinodal Christus Vivit, “pode ser entendida em sentido amplo como chamado de Deus. Inclui a chamada à vida, a chamada à amizade com Ele, a chamada à santidade”.

Estamos juntos nessa travessia! Que São Francisco e Santa Clara sejam sempre referências na construção de fraternidade, proximidade, empatia e sobretudo seguimento de Jesus Cristo, construindo a Paz e a Justiça.

Deus nos abençoe e nos faça perseverantes na caminhada!

Fraternalmente,

Frei José Aécio de Oliveira Filho, OFM

SAV e Irmãs Franciscanas: “Vocação” à Vida, à amizade com Deus e à Santidade, marcam o encontro com os jovens e adolescentes de Louveira/SP

Encontro com os jovens e adolescentes de Louveira/SP, via Google Meet

Com o desejo de aproximarmos sempre mais das juventudes e adolescentes, também respondendo ao apelo do papa por ocasião do Sínodo das Juventudes em 2019, de discutirmos sobre Vocação, nos reunimos na tarde do dia 26 de junho (sábado), de forma remota, pelo Google Meet, com os adolescentes e jovens da cidade de Louveira/SP, onde estão presentes as Irmãs Franciscanas da Penitência.

Participaram deste encontro representantes do SAV das Irmãs Pequenas Missionárias Eucarísticas, da nossa Custódia Franciscana (OFM) e das anfitriãs, Irmãs Franciscanas da Penitência.

Foi uma oportunidade de conversarmos com os adolescentes e jovens sobre “Vocação”, tomando como referência o documento “Christus vivit”, do papa Francisco. O encontro foi coordenado pelas irmãs Franciscanas da Penitência e a Irmã Lucelaine, Pequena Missionária Eucarística, nos brindou com o tema numa reflexão bastante interessante, com linguagem acessível e profunda. Depois tivemos oportunidade de deixarmos nossa mensagem também.

A grande provocação do Papa Francisco e que ficou destacada neste encontro é percebermos a “Vocação” como um chamado de Deus primeiro à vida, depois o chamado à Amizade com Ele e por fim, o chamado à Santidade. Finalizamos o encontro desejosos de que todos, sobretudo os adolescentes e jovens, possam reforçar a certeza do Amor de Deus e construírem sua vocação com capacidade de responder às necessidades do mundo e interferir com autenticidade na realidade que estão inseridos.

Que Deus nos ajude nessa missão de animar as vocações e provocar a todos na construção de uma cultura vocacional, que proporcione ao outro a realização pessoal e o encontro com o Senhor e seu projeto de amor.

Frei José Aécio de Oliveira Filho, OFM (Coordenador – SAV)

SAV Custodial e Irmãs Franciscanas se reúnem com lideranças jovens das nossas frentes de evangelização

Na tarde deste último domingo (13), aconteceu o “Bate-Papo Franciscano de Juventudes” de maneira remota, via google meet. Uma iniciativa do SAV (Serviço de Animação Vocacional) de nossa Custódia, em conjunto com as Irmãs Franciscanas da Penitência e as Irmãs Pequenas Missionárias Eucarísticas, promovido para as representações/lideranças dos(as) jovens presentes em nossas frentes de evangelização.

O objetivo do encontro foi refletir e partilhar um pouco sobre os anseios e as dificuldades dos movimentos e pastorais de jovens presentes em nosso território, enquanto SAV da Família Franciscana. Ouvimos cada jovem/liderança que esteve presente, onde destacaram uma dificuldade em comum: “A pandemia nos assola e sentimos falta de nossas reuniões e encontros presenciais. Isso dava vida aos grupos/movimentos do qual fazemos parte”.

Os jovens se apresentaram parcialmente cansados do meio virtual, uma vez que as reuniões, os estudos, todas as mais variadas áreas já migraram para o campo remoto, devido ao contexto pandêmico. Na oportunidade, pensamos juntos métodos e meios para construirmos algo em comum, despertando novamente os jovens em nossas comunidades. A meta é mostrar o sentido da própria vocação: em primeiro lugar a vocação a vida!

O encontro teve como motivação inicial a passagem de I Jo 2, 14, que diz: “Eu lhes escrevi, jovens, porque vocês são fortes, e a palavra de Deus permanece em vocês e vocês venceram o Maligno”; refletindo assim, a força dos jovens em meio a este contexto de pandemia e dificuldades que vivemos no tempo presente, servindo como injeção de ânimo a todos eles.

Juntos com as juventudes presentes em nossa território de evangelização, queremos reavivar a nossa missão de religiosos, bem como, colaborar com os jovens na missão, em atos concretos; por isso, ainda faremos outras reuniões, onde estudaremos as possibilidades para executarmos tais ideias e trabalhos.

Agradecemos a todos os jovens que se fizeram presentes e representaram seus grupos/movimentos. Que possamos juntos construir este belo projeto para caminharmos unidos na evangelização, dando testemunho jovem da vocação cristã e francisclariana em nosso campo de missão.

Fraternalmente,

Frei Pedro Neto Alves Lima, OFM

JMJ 2023: lançado o hino oficial com o título “Há pressa no ar”

Entrega dos Símbolos da JMJ 2023 na Basílica de São Pedro

Rui Saraiva (Porto)

“Há pressa no ar” é o título do hino oficial da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) de Lisboa 2023 e foi apresentado nesta quarta-feira, 27 de janeiro.

O hino tem letra do padre João Paulo Vaz e música de Pedro Ferreira, professor e músico, ambos da diocese de Coimbra, no centro de Portugal. Os arranjos são do músico Carlos Garcia.

A canção, inspirada no tema da JMJ Lisboa 2023 [«Maria levantou-se e partiu apressadamente» (Lc1,39)], desenvolve-se em torno do ‘sim’ de Maria e da sua pressa para ir ao encontro da prima Isabel, como relata a passagem bíblica.

Hino Oficial da JMJ 2023 – Lisboa/Portugal

Ao cantar este hino, os jovens de todo o mundo são convidados a identificarem-se com Maria, dispondo-se ao serviço, à missão e à transformação do mundo. A letra evoca também a festa da JMJ e a alegria centrada na relação com Deus.

A canção oficial da JMJ Lisboa 2023 foi escolhida em concurso nacional, aberto à participação de portugueses maiores de idade. O Comité Organizador Local (COL) recebeu mais de uma centena de candidaturas, que foram analisadas por um júri composto por profissionais das áreas da música e das artes.

Como requisitos principais para a participação na competição foi pedido aos participantes que o hino oficial se inspirasse no lema da JMJ 2023, definido pelo Papa Francisco, nos objetivos da JMJ, entre os quais sobressai o da evangelização e também na cultura portuguesa.

O tema foi gravado, em duas versões: em português e na versão internacional em cinco idiomas (português, inglês, espanhol, francês e italiano).

Recordemos que neste dia 27 de janeiro completam-se 3 anos do anúncio oficial da edição portuguesa da Jornada Mundial da Juventude. Foi durante a edição do Panamá de 2019. Em 2023 será em Lisboa.

Fonte: Vatican News