Frades de Profissão Temporária renovam os votos em Franca/SP

Nos dias 26 e 27 de novembro, os Frades de Profissão Temporária da Custódia estiveram reunidos em Franca/SP no Convento Santa Maria dos Anjos para o retiro em preparação da renovação dos seus votos de obediência, sem nada de próprio e em castidade.

O retiro foi conduzido por Frei Valmir Ramos, OFM, que os introduziu refletindo a importância da Vida Consagrada para Igreja e a Sociedade, bem como refletiu a importância dos três votos religiosos. O Frei iniciou dizendo que “o retiro é um momento de conversa profunda com Aquele que nos chamou, Deus” e continuou dizendo que essa conversa deve estar ligada com a mesma pergunta que São Francisco fez ao crucificado: “Senhor, que queres de mim, que queres que eu faça?”. Frei Valmir concluiu sua introdução ao retiro motivando os freis de que “se querem serem homens de Deus, terão que se integrarem totalmente no barco”, barco esse simbolizando a entrega total a vida e missão de Jesus, tendo o evangelho como caminho e guia.

Na sintonia introdutória, os frades de profissão temporária foram impulsionados e animados pela luz da Palavra de Deus, em Mateus 16, 24-28, a discernirem com firmeza seus propósitos de vida abraçadas na e com a fraternidade franciscana. Frei Valmir os lembrou que o Evangelho indica a “tomar sua cruz, e que por trás dessa cruz tem um projeto, projeto do Pai para seu filho que reflete em nossas particulares vidas, e que isso deve ser doado na implantação do Reino de Deus.”

Os votos, dizia Frei Valmir: “é a renúncia de si mesmo, é o renunciar o meu para assumir uma missão, um projeto maior que vem de Deus, que está nos evangelhos.” E termina dizendo que “os votos são um caminho que conduz a liberdade, porque é um caminho da justiça e da liberdade. Observar esses valores e abraçar o Evangelho é deixar-se ser conduzido pela nossa forma de vida.”

Os Frades de Profissão Temporária: Frei Cristiano Nobre de Oliveira, OFM, Frei João Paulo M. de Moraes, OFM, Frei Lucas de Oliveira e Frei Suelton Costa de Oliveira, OFM, renovaram seus votos na mão do Custódio Frei Fernando A. dos Santos na noite de hoje (29/11), às 18:00hrs, durante a Santa Missa celebrada na Capela do Convento Nossa Senhora dos Anjos em Franca/SP. Na Celebração estiveram presentes alguns frades e postulantes, e foi transmitida pela Página do Facebook da Custódia.

Meu irmão e minha irmã, rezem por esses freis para que o Senhor os conduza sempre e os fortaleçam na vocação de frades menores, plantando o reino da “fratellanza”, da justiça e do amor, sem deixar de olharem para os pequeninos e suas periferias existenciais. Deus nos abençoe e nos guarde sempre.

PAZ e BEM…

Fraternalmente,

Frei Suelton Costa de Oliveira, OFM

Frades de profissão temporária renovam seus votos!

“Comecemos irmãos, porque até agora pouco ou nada fizemos!” (São Francisco de Assis)

Esta é uma sentença dita por São Francisco, e reafirmada pelo Custódio, Frei Fernando Aparecido dos Santos, OFM, na homilia da celebração dos votos, que primeiramente se demonstra injusta por todo o trabalho e esforço empenhado no decorrer de um ano, no entanto, nos faz refletir acerca do que realmente é essencial para a vida e trabalho do frade menor, como também na necessidade que continua clamando ao nosso redor.

Desta forma, no último dia 28 de novembro, os Freis Lucas Oliveira e João Paulo Gabriel, emitiram a renovação dos conselhos evangélicos na capela do Convento Santa Maria dos Anjos, em Franca/SP. Já Frei Suelton de Oliveira renovou os votos na cidade de Capaccio, sul da Itália.

Os Conselhos Evangélicos são o que embasam os frades na caminhada rumo à vivência do Evangelho de Jesus Cristo, como assim desejava Francisco que fosse a vida da fraternidade. Não se trata somente de passar mais um ano em obediência, sem nada de próprio e em castidade, mas de configurar a vida à do Cristo, assumindo a sua forma de agir, de se relacionar com o Pai, no cuidado com a sacralidade da igreja, e no respeito e valorização digna dos homens. 

Por isso então que a fala de Francisco, mencionada acima, foi e é tão necessário nessa celebração de compromisso, uma vez que nos fez relembrar toda a caminhada neste ano de 2020, atípico com a vinda do novo coronavírus, e a extrema calamidade sofrida pelo povo de Deus; como também nos fez perceber que de todo esforço empenhado, o dom maior é a luz que recebemos de Deus, e que insistentemente é convidada a iluminar muitos que ainda não a viram.

Portanto, celebrar a renovação dos três votos a Deus, é confirmar com o coração cheio, que acreditamos no propósito de Jesus, e que configurando a ele, nos dispomos à concretude inicial do Reino de Deus aqui na Terra.

Nessa confiança, rogamos a Deus e à Virgem Maria, que continue nos conduzindo neste bom propósito, a fim de que possamos, não somente nós, mas todos os nossos irmãos, caminhar ao reino dos céus.

PAZ e BEM!

Frei João Paulo Gabriel, OFM