Frei Emanuel Fernandes, OFM e Frei Pedro Neto, OFM, celebram a Festa de Nossa Sra. dos Anjos em Assis/Itália

Frei Pedro Alves Neto, OFM e Frei Emanuel Fernandes Pereira, OFM em frente a Basílica de Santa Maria dos Anjos em Assis/Itália

Hoje, 02 de agosto, celebramos uma das festas franciscana mais importante, pois ela tem dois caráteres celebrativo nas quais se unem no sentido mais puro e de grande graça concedida a todos nós, filhos de Deus. Foi São Francisco, o poverello de Assis, quem nos presenteia essa festa dupla:

  • Celebra-se a Festa de Santa Maria dos Anjos, padroeira da pequenina igrejinha que está na planície da cidade de Assis, na Itália, cidade de São Francisco. Para nós franciscano, é a queridíssima Igrejinha da Porciúncula. Porciúncula, vem do latim Portiuncŭla (partizinha) diminutivo de Portio (parte/porção), no italiano (particella e particola), e especificamente, no caso da igrejinha, piccola particella di terra (pequena partezinha/porçãozinha de terra). Lugar caríssimo para São Francisco e seus confrades. Foi ali que nasceu o movimento franciscano, e onde morreu São Francisco, e é ali onde emana toda a fidelidade e amor fraternal (irmãos) e sororal (irmãs).
  • O outro caráter em que se celebra é a Indulgencia Plenária ou conhecido franciscanamente como o Perdão de Assis concedido a todos e todas que entram nesse lugar, pois, tendo São Francisco, certo dia, em uma de suas orações na Porciúncula, pediu a Deus pela alma dos pecadores e teve uma visão de Cristo e de Maria rodeados de anjos. Francisco pediu a Jesus o perdão dos pecados para todos que visitassem a Igrejinha da Porciúncula. Tendo Jesus concedido, Francisco parte em visita ao Papa Honório III para a concessão de sua permissão para celebrar o perdão de Assis.

E com alegria, dois de nossos frades da Custódia, Frei Pedro e Frei Emanuel, partilham conosco desse momento maravilhoso para nossa vocação e espiritualidade. Os Freis estão lá em Assis desde domingo e acompanham os festejos dedicado a esse santo lugar e contribuem conosco de suas experiências.

A festa de hoje, de Nossa Senhora dos Anjos, é precedida de um novenário no qual são preparadas belas orações e procissões das luzes com a Madonna degli Angeli todas as noites. No dia 02 de agosto, dia da grande festa, um dos pontos principais, além das Santas Missas e as orações canônicas (Liturgia das Horas), acontece, também, a chegada de multidões, principalmente os que fazem a Marcia Francescana (Marcha Franciscana) advindas de todos os lugares da Itália.

A Marcia Francescana é organizada anualmente pelas Províncias Franciscanas, onde numerosos frades e irmãs franciscanas organizam com os jovens, adultos e famílias. O itinerário é diverso, cada um saindo de suas regiões e parando em lugares estratégicos onde são acolhidos, descansam, comem, banham-se e seguem, caminhando em muitas partes e outras em veículos, tudo isso durante nove dias, iniciando dia 25 de julho, até o dia da festa, 02 de agosto.

É importante ressaltar que, durante as paradas tem uma muito significativa, onde passam por La Verna (Monte Alverne), lugar em que São Francisco foi impresso pelos Sagrados Estigmas/Chagas de Jesus. Lá repousam, rezam e fazem um dia de retiro para fortalecer a fé e vocação.

E por fim, para alimentarmos nossa formação e informação, nesse lugar, Porciúncula, Francisco celebrou com seus irmãos os Capítulos Gerais e dali aconteceu a expansão da Ordem para além-fronteiras. Por isso, vos deixo um importantíssimo trecho de um texto franciscano, do hagiógrafo do Santo, Tomás de Celano, onde Francisco exortou:

“Meus filhos, vede, não abandoneis nunca este lugar. Se dele vos expulsarem por uma porta, entrai logo por outra, porque este lugar é verdadeiramente santo e Deus tem nele a sua morada. Foi aqui, sendo nós ainda poucos, que o Altíssimo nos multiplicou; aqui iluminou Ele com a sua sabedoria os corações dos seus filhos pobrezinhos; aqui acendeu o fogo do seu amor em nossas vontades. Quem neste lugar orar com devoção alcançará o que pedir, e quem o profanar será punido com maior severidade. Por isso, meus filhos, considerai como digno de todo o vosso respeito este lugar onde Deus habita e nele ao Senhor erguei o coração com vozes de louvor e ação de graças.” (1Cel, 106)

Caríssimo irmão e irmã, desejamos boas festas franciscana do Perdão de Assis e de Santa Maria dos Anjos que, juntos, mostram o rosto materno de Deus e sua misericórdia que emana a todas e todos nós sem cessar. De Assis, nossos confrades, Pedro e Emanuel, saúdem a cada um e cada uma, rezam por nós e nos desejam boa vida em Cristo Jesus.

PAZ e BEM!

Texto: Frei Suelton Costa de Oliveira, OFM
Entrevistados: Frei Pedro Neto, OFM e  Frei Emanuel Fernandes Pereira, OFM

Santa Maria dos Anjos: 2 de agosto, dia do Perdão de Assis!

Imagem Ilustrativa (Fonte): CFFB

No calendário litúrgico franciscano, o dia 2 de agosto é dedicado à celebração da Festa de Nossa Senhora dos Anjos, popularmente conhecida como “Porciúncula”. Na introdução do texto litúrgico do missal e da liturgia das horas, se diz o seguinte:

“O Seráfico Pai Francisco, por singular devoção à Santíssima Virgem, consagrou especial afeição à capela de Nossa Senhora dos Anjos ou da Porciúncula. Aí deu início à Ordem dos Frades Menores e preparou a fundação das Clarissas; e aí completou felizmente o curso de seus dias sobre a terra. Foi aí também que o Santo Pai alcançou a célebre Indulgência , que os Sumos Pontífices confirmaram e estenderam a outras muitas igrejas. Para celebrar tantos e tão grandes favores ali recebidos de Deus, instituiu-se também esta Festa Litúrgica, como aniversário da consagração da pequenina ermida”.

A propósito da Porciúncula, o Santo Padre se expressou recentemente nos seguintes termos: “O caminho espiritual de São Francisco teve início em São Damião, mas o verdadeiro lugar amado, o coração pulsante da Ordem, onde a fundou e onde, por fim, entregou sua vida a Deus, foi a Porciúncula, a ‘pequena porção’, o cantinho junto à Mãe da Igreja; junto a Maria que, por sua fé tão firme e por seu viver tão inteiramente do amor e no amor com o Senhor, todas as gerações a chamarão bem-aventurada.”

A Porciúncula foi o berço da fraternidade Franciscana e nesta tão bela ermida o Santo de Assis viveu as maiores experiências de sua vida como frade menor, na Porciúncula teve início à Ordem dos Frades Menores e a ali preparou a fundação das Clarissas, neste lugar ele completou felizmente o curso de sua vida e missão sobre a terra. Foi aí, também, que o Santo de Assis alcançou a célebre Indulgência Plenária da Porciúncula que os Sumos Pontífices confirmaram e estenderam a outras muitas Igrejas. Era seu desejo poder celebrar tantos e tão grandes feitos ali recebidos do Senhor da misericórdia.

Frei Régis Daher, OFM


ORAÇÃO A NOSSA SENHORA DOS ANJOS.

Ó Nossa Senhora, dos Anjos, na pequena Igreja da Porciúncula,

São Francisco recebeu as vossas bênçãos generosas juntamente com sua Ordem. Ele depositara na vossa presença materna uma grande confiança e devoção, sendo atendido em seus pedidos. Continuai a dispensar os vossos favores sobre nós e sobre nossas necessidades particulares.

Nós vos suplicamos, dai-nos a graça da penitência e de Deus o perdão dos pecados, a correção de nossas más inclinações e fortalecimento nos momentos de fraqueza. Quantos recusam a salvação e preferem caminhar nas trevas do erro! Tudo é possível para aquele que crer, para aquele que se arrepender!

Vós, ó Mãe, manifestastes a São Francisco o grande desejo de reconciliar os pecadores com Jesus, que se entregou em uma cruz para nos salvar. Rogai por nós, agora e na hora de nossa morte. Por isso, com todos os anjos do céu, vos saudamos: Ave Maria …

Fonte: Província Franciscana da Imaculada Conceição do Brasil

Fraternidades de Franca/SP e Ribeirão Preto/SP se reúnem para Retiro Espiritual

Franca (SP) – Imbuídos da mística franciscana e conduzidos pelo Espírito Santo, os frades residentes no Regional Nordeste do território da Custódia Franciscana do Sagrado Coração de Jesus, estiveram reunidos para a vivência regional do Retiro Espiritual, realizado em uma chácara na cidade de Franca/SP.

Estiveram presentes os frades que compõem as seguintes fraternidades: Fraternidade São Judas Tadeu (Sede Custodial), a Fraternidade Santa Maria dos Anjos (Convento Franciscano), ambas de Franca/SP e a Fraternidade Santo Antônio Maria Claret e Frei Galvão de Ribeirão Preto/SP.

Iniciou-se o retiro com a oração do Espírito Santo e logo em seguida, foram propostos dois materiais para leitura e reflexão. O primeiro foi a Carta do Ministro Geral, enviada após o Capítulo Custodial, celebrado em novembro de 2021. O outro material, foi um compilado de passagens das Fontes Franciscanas, onde relatam e refletem acerca do Berço da Ordem, a Porciúncula, Santa Maria dos Anjos, que celebramos no dia de hoje (02), dia do Perdão de Assis.

Terminadas as leituras e reflexões, concluímos a parte da manhã com a oração da Hora Média. Após, foi organizado o almoço e a tarde ficou livre para convivência, lazer e descanso, vivendo assim, um dia intenso em Fraternidade e em nível regional.

Gratos a Deus pelo dom da vida e vocação, pedimos sua benção para todas as nossas Fraternidades, para que sob a ação do Espírito Santo, cada uma delas possam perseverar no anúncio do Reino de Deus.

Fraternalmente,

Frei Alef Henrique Pavini, OFM

Frei Lucas Oliveira, OFM professa solene na Ordem dos Frades Menores

Franca (SP) – No ano em que a Custódia Franciscana do Sagrado Coração de Jesus completou os seus 75 anos de presença em terras paulistas e mineiras, a Fraternidade Custodial se rejubila de alegria e agradece a Deus pela vida e vocação do confrade Frei Lucas de Oliveira Santos, OFM, que na noite desta última sexta-feira (29), na Paróquia São Judas Tadeu, em Franca/SP, professou solene os votos de obediência, sem nada de próprio e castidade na OFM (Ordem dos Frades Menores).

Tendo escolhido o lema: “Nada de vós retenhais para vós mesmos, para que totalmente vos receba quem totalmente se vos dá”, a celebração eucarística foi presidida pelo Custódio, Frei Fernando Aparecido dos Santos, OFM e contou com a presença de vários frades da Fraternidade Custodial, bem como religiosos e religiosas, familiares e amigos de Frei Lucas, OFM.

Em sua homilia, Frei Fernando, OFM recordou a importância deste dia na vida do professando: “[…] hoje é um dia de festa, de alegria, de entrega. É o dia que você levará à maior plenitude a sua consagração batismal, respondendo ao chamado divino. Você se entregará totalmente a Deus, sumamente amado, pela profissão da Obediência, da Pobreza e da Castidade, que deverá ser vivida segundo o espírito de São Francisco. Você contrairá uma aliança com Deus e sua vida se tornará por toda a existência um sacrifício oferecido a Deus, na caridade!”

O Custódio ainda complementou: “[…] você abraça o Cristo na Cruz a exemplo de São Francisco nos menores e sofridos do nosso tempo como o seu maior tesouro. Assim também você abraça conosco a vida em fraternidade e minoridade na Ordem dos Frades Menores com o espírito de oração e devoção, missão e contemplação, dentro da Custódia Franciscana do Sagrado Coração de Jesus. Esta fraternidade, a nossa fraternidade, não é perfeita, mas te acolhe como um dom, um grande presente, especialmente, neste ano jubilar. Você, com os seus dons, vem para enriquecer-nos a todos nós e para caminharmos juntos, santificando-nos na doação generosa ao povo de Deus e na vida em fraternidade!”

Natural de Afonso Cláudio/ES, Frei Lucas Oliveira, OFM adentrou para o processo formativo na Custódia no ano de 2015. Fez o noviciado no ano de 2017 e professou os primeiros votos no dia 03 de janeiro de 2018, em Catalão/GO. Residiu em Marília/SP, onde deu início aos estudos teológicos. Realizou o seu Ano Apostólico no território Custodial, residindo no Convento Santa Maria dos Anjos, em Franca/SP. Na oportunidade, trabalho com zelo na propagação do PVF (Pró-Vocações Franciscanas). Atualmente reside na Fraternidade Santo Antônio Maria Claret e Frei Galvão, em Ribeirão Preto/SP.

Repleta de emoção e alegria, Frei Lucas, OFM agradeceu a presença de todos, presentes fisicamente ou pelos meios virtuais. Frei Alef Henrique Pavini, OFM, secretário custodial, fez a leitura da Benção de São Francisco, enviada pelo Ministro Geral da Ordem dos Frades Menores, Frei Massimo Fusarelli, OFM e que foi entregue pelo Custódio ao recém-professo. Após, leu também a Ata da Profissão Solene, registrando este momento ímpar na história da Fraternidade Custodial e sobretudo na vida e vocação deste irmão.

Gratos a Deus pela vida, vocação e consagração de Frei Lucas Oliveira, OFM, a Fraternidade Custodial radiante está por este irmão, agora consagrado definitivamente ao Senhor, pois abraçou a radicalidade do batismo em sua vida para sempre. Que nossa mãe Maria, junto do seráfico pai, interceda por este confrade, ajudando-o a perseverar neste belíssimo propósito.

Fraternamente,

Equipe de Comunicação