26º Domingo do Tempo Comum: “Quem não é contra nós é a nosso favor!”

LEITURAS: Nm 11,25-29 / Sl 18 / Tg 5,1-6 / Mc 9,38-43.45.47-48

Quem não é contra nós é a nosso favor”. Esta foi a resposta de Jesus quando os discípulos estavam enciumados e queriam que Jesus proibisse a ação de alguém de fora do grupo deles. Não mudou nada da época da primeira leitura quando vemos Josué querendo proibir os profetas de agirem em nome de Deus. Moisés respondeu chamando a atenção para não ter ciúmes da ação de Deus, o que significa não tomar posse da ação e da vontade de Deus.

Os discípulos de Jesus queriam ser os patrões, os donos do Evangelho e do Reino. Queriam controlar a vontade de Deus e a vontade de Jesus. Assim como Jesus, Moisés abriu os horizontes para a compreensão de que não se pode aprisionar a vontade de Deus e de que todos os que fazem a sua vontade são autorizados a agir em seu nome.

Os discípulos de Jesus queriam ser os únicos depositários de sua missão que era instaurar o Reino de Deus, que é Reino de Justiça, de Paz e de Vida plena. Por sua vez, Jesus mostra que o critério para distinguir seus seguidores é não ser contra o Evangelho e contra o próprio Jesus. No fundo, é a vivência do amor verdadeiro que distingue quem faz a vontade de Deus, quem é seguidor de Cristo, e não apenas o nome do grupo ou da Igreja.

Jesus ainda aproveita para orientar os seus seguidores a não escandalizarem nenhum “desses pequeninos que creem”. Escandalizar significa fazer distanciar do Evangelho, distanciar de Deus. Jesus faz referência a todos os responsáveis por anunciar o Evangelho e construir o Reino diante daqueles que seguem o Evangelho. Aí usa imagens fortes que dá impressão de haver necessidade de mutilação. Na verdade ele ensina que se deve deixar as ações que não condizem com a vontade de Deus: a mão que rouba ou que não partilha, o pé de conduz para caminhos injustos e não para perto dos sofredores, o olho que cobiça e não enxerga a imagem de Deus nos irmãos… Tudo chama à conversão para viver o verdadeiro amor que identifica os seguidores de Jesus.

São Tiago na segunda leitura faz duras críticas aos apegados à riqueza que não conseguem colocar a confiança em Deus e realizar a partilha com os trabalhadores, com os justos e os que passam fome. O poder das riquezas seduzia e ainda seduz os cristãos afastando-os do verdadeiro amor a Deus e ao próximo.

Hoje os cristãos correm os mesmos riscos: o de pensarem que são donos do anúncio do Evangelho e de serem os únicos autorizados a falar em nome de Jesus e aquele de armazenarem coisas pensando que lhes darão segurança e salvação.

Frei Valmir Ramos, OFM


Acompanhe também a reflexão da série: “Luz do meu caminho”

Educandário Santo Antônio de Bebedouro/SP elege nova diretoria (2021-2023)

Realizada na noite de segunda-feira, 20 de setembro, na sede do Educandário, a assembleia de eleição e posse da Diretoria do Educandário para o biênio 2021-2023 foi conduzida pelo Frei Fernando Aparecido dos Santos, atual Custódio da Custódia do Sagrado Coração de Jesus e pelo reeleito Presidente do Educandário, Mario Luiz Ribeiro, além da presença de funcionários e equipe gestora.

A acolhida foi conduzida pelo Frei Everton Leandro Piotto e ao decorrer da assembleia ocorreram agradecimentos, apresentação de resultados, conquistas, dificuldades e desafios enfrentados, sobretudo diante da pandemia.

Com muito carinho e alegria agradecemos a todos os voluntários da antiga e da nova Diretoria Estatutária. Neste novo ciclo que se inicia, rogamos a Deus que continue iluminando o Educandário e sua nobre missão junto às 275 crianças e adolescentes, à luz do carisma franciscano.

Fonte: Educandário Santo Antônio de Bebedouro/SP


Veja como ficou composta a nova Diretoria e o Conselho Fiscal

DIRETORIA

Presidente: Mário Luiz Ribeiro

Vice – Presidente: Márcia Heloísa Iquegami

Primeiro Diretor Tesoureiro: Luís Carlos de Freitas

Segundo Diretor Tesoureiro: Débora Carla Domingues do Carmo

Primeiro Diretor Secretário: Lúcia Helena Cassiano Michelon

Segundo Diretor Secretário: Ana Sílvia Barbon Cipoli

Primeiro Diretor de Patrimônio: Glauter Machado

Segundo Diretor de Patrimônio: Murillo Ricardo Lombardo Poletto

Primeira Diretora de Voluntariado: Regina Célia Frota Boggio

Segunda Diretora de Voluntariado: Patrícia Caldas Tourinho Maio Fernandes

Primeiro Diretor de Eventos: Fernando Boldrini

Segundo Diretor de Eventos: Sérgio Iwao Sakomura

Primeiro Diretor Social: Antônio Carlos Costa Limão

Segundo Diretor Social: Nathália Melo Quintella Belizário

Frades Franciscanos: Frei Fernando Aparecido dos Santos, Frei Nivaldo Pasqualim e Frei Everton Leandro Piotto


CONSELHO FISCAL

Membros Efetivos: Sérgio de Jesus Marangoni, Mateus Guilherme Chiarotti e Rafael Mello Luciano da Silva.

Membros Suplentes: Murillo José Forte, Sônia Stabile de Souza e Luís Antônio Nogueira.